17°C 31°C
Serra do Ramalho, BA
Publicidade

Em entrevista Sandra relata sua experiência e faz alerta sobre a importância de denunciar a violência doméstica

Sandra Santana criticou a postura de indiferença e o velho ditado “Em briga de marido e mulher, não se mete a colher”.

22/12/2023 às 12h57 Atualizada em 22/12/2023 às 13h12
Por: Américo Junior
Compartilhe:
Foto Reprodução :Folha do Vale
Foto Reprodução :Folha do Vale

Sandra Santana Fernandes, uma mulher de 35 anos e sobrevivente de violência doméstica, fez um apelo contundente durante uma entrevista ao programa “Jornal da Cidade”, da Cidade FM, nesta quarta-feira (20). Sandra, que teve a coragem de compartilhar sua experiência dolorosa, alertou sobre os perigos da normalização da violência contra a mulher, um problema que, segundo ela, destrói famílias e deteriora o tecido social. 

 

Acompanhada por Rosa Belém e Maria da Luz, membros do Movimento de Mulheres, fundado na década de 80, Sandra destacou como a sociedade e as instituições frequentemente minimizam a gravidade da violência doméstica. Ela criticou a postura de indiferença e o velho ditado “Em briga de marido e mulher, não se mete a colher”, argumentando que é essencial intervir em situações de abuso.

 

Sandra apontou o perigo de concepções equivocadas, como a ideia de que as mulheres possam de alguma forma "gostar" de sofrer abusos. Ela esclareceu que essa é uma noção falsa e prejudicial, destacando que muitas vítimas se sentem envergonhadas de denunciar seus agressores, na esperança de que eles mudem. No entanto, segundo ela, os agressores raramente mudam seu comportamento.

 

Revelando sua própria jornada para superar o abuso, Sandra agora se encontra em uma posição mais estável e usa sua voz para encorajar outras mulheres a denunciarem os abusos domésticos. Ela destacou a existência de centenas de mulheres em Carinhanha enfrentando situações similares, muitas das quais permanecem em silêncio devido ao medo e à vergonha.“Estamos sendo torturadas diariamente, precisamos parar com isso”, disse Sandra, enfatizando a urgência da questão.

 

Sua mensagem é um chamado poderoso para a ação, lembrando a todos da responsabilidade coletiva de apoiar as vítimas de violência doméstica e de trabalhar juntos para erradicar esse flagelo da sociedade.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sem foto
Sobre o município
Notícias de Carinhanha - BA
Ver notícias
Serra do Ramalho, BA
17°
Tempo limpo

Mín. 17° Máx. 31°

16° Sensação
0.94km/h Vento
66% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h16 Nascer do sol
05h42 Pôr do sol
Qua 32° 18°
Qui 32° 17°
Sex 34° 18°
Sáb 32° 18°
Dom 33° 17°
Atualizado às 06h23
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,45 +0,06%
Euro
R$ 5,94 +0,06%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,09%
Bitcoin
R$ 365,587,07 -0,43%
Ibovespa
129,320,96 pts 0.33%
Publicidade
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias